Páginas

24 de julho de 2016

O Negócio – a terceira temporada

Contém spoilers!

Chegou ao fim este mês a terceira temporada da série O Negócio (2013 - ?), a série mais duradoura da HBO produzida no Brasil, e também, a que mais gosto e a mais excitante dentre as produções nacionais feitas para canais pagos.

Recapitulando, na primeira temporada, as belas garotas de programa de luxo Karin (Rafaela Mandelli), Luna (Juliana Schalch) e Magali (Michelle Batista) resolveram aplicar os conceitos de marketing ao trabalho exercido com o objetivo de melhorar os lucros e atrair mais clientes,  então, fundaram a Oceano Azul, empresa especializada em dar muito prazer aos seus ricos fregueses. No segundo ano, as meninas tiveram de lidar com a pirataria e os roteiristas foram mais longe do que esperávamos, com a narrativa avançando a passos largos.

Na última temporada de O Negócio, o foco foi os dramas pessoais das protagonistas, e o preconceito de distintas naturezas prevaleceu na trama dos primeiros episódios. Karin enfrentou o machismo no âmbito empresarial e o preconceito quando o seu passado como prostituta veio à tona. Já Ariel (Guilherme Weber), o melhor personagem dessa temporada, ex-cafetão e agora milionário, não conseguiu se encontrar no “mundo dos ricos”, sendo excluído desse universo que tanto desejava fazer parte.



Ainda falando sobre Ariel e o seu humor ácido, foi o personagem que mais me causou gargalhadas, e também foi o que mais amadureceu. Após descobrir que tem um filho, Ariel tenta mostrar para ele que o mundo está repleto de pessoas mal intencionadas e escrotas. A ideia de “endurecer” o garoto dá certo, mas de um jeito não muito bom para Ariel, que começa a refletir sobre si mesmo e suas ações, evidenciando um lado que ainda não conhecíamos do personagem.

A terceira temporada de O Negócio teve mais baixos que altos, a ausência de Karin em alguns episódios, por exemplo, não foi das melhores ideias, senti muita falta dela, mesmo que a decisão de afastá-la tenha sido exclusivamente criativa, por parte dos roteiristas, e necessária para o crescimento da personagem. Quanto à Luna, continua tão perdida quanto na primeira temporada, sua crise de identidade deveria ser resolvida nessa temporada, em um dado episódio, perdeu-se uma baita chance de ela contar toda a verdade sobre sua profissão para os pais, em vez disso, ela se afunda cada vez mais num mar de mentiras e fica numa situação que já estamos cansados de ver. A personagem precisa sair da zona de conforto e crescer. E mais, a relação com o Oscar (Gabriel Godoy) já está gasta, não nos empolga mais.


Magali, a mais divertida de todas, abraçou de vez o romance com Zanini, mas brilhou pouco nessa temporada, no entanto, ela se destacou no penúltimo episódio, em que ela descobre, numa sequência hilária de múltiplas perseguições, que Zanini a está traindo e casado com outra.

O time das garotas também ganhou uma nova adição, Mia (Aline Jones), loira, educada, bonita, esperta e a queridinha de Karin, a personagem entrou para causar inveja em Magali e Luna, e conseguiu, mas sua história acabou sendo mal explorada, ganhando um peso maior no último episódio. Ademais, faltou empatia e carisma à personagem, talvez devido à inexpressividade da atriz.


Mesmo sendo inferior às duas temporadas interiores, o terceiro ano da série O Negócio teve muitos bons momentos, faltou ousadia e agressividade, mas teve mais humor e boas ideias foram utilizadas (o estilo Jogos Vorazes do último episodio, por exemplo), outras mereciam mais enfoque (unir o mundo do cinema pornográfico com o das garotas de programa pareceu promissor, espero que ainda a utilizem na próxima temporada), outras ainda serão exploradas (a ideia do projeto de um prédio do sexo é auspiciosa). 

O Negócio pode ser imperfeita, mas tem seus diferenciais inquestionáveis, um universo próprio, original e muito rico, que a torna diferente de tudo que está em exibição na TV no momento, além disso, tem as protagonistas nacionais mais lindas, sedutoras, elegantes e carismáticas da telinha. Em breve, a HBO anunciará a quarta temporada.

NOTA: 7,0

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...