Páginas

24 de abril de 2017

Vida (Life) – Um suspense sci-fi imperdível e inesperado



Você bem sabe que, conforme Charles Darwin e sua teoria da seleção natural, os seres mais bem adaptados ao meio em que vivem possuem mais chances de sobrevivência em relação aos organismos menos preparados à adaptação. Bem, tendo como base esse conceito e a nova obra de Daniel Espinosa, a raça humana corre sérios riscos de extinção. Em Vida (Life, 2017), novo filme do diretor, duas formas de vida distintas travam uma guerra violenta pela sobrevivência. Quem ganha essa batalha? Bem, você terá de descobrir assistindo a este que já é um dos melhores filmes do ano que ninguém estava esperando e que quase ninguém vai ver.

Jake Gyllenhaal, Ryan Reynolds e Rebecca Ferguson estrelam esse suspense espacial que tem nome de drama existencial de Terrence Malick, mas se aproxima mais de um Alien dos antigos ou de uma ficção científica dos anos 80. Das boas. O título “Vida” pode parecer romântico, mas faz todo o sentido quando se assiste ao filme. Vida trata de um paradoxo sobre a vida, a obra expõe de forma bem clara a dualidade a respeito da vida, de um lado há a forma de vida que precisa aniquilar a outra para continuar o seu desenvolvimento natural, de outro, há a que tenta a todo custo manter a sua hegemonia, ou seja, sobreviver.


Dito isso, nem preciso mais falar do enredo. Mas é importante ressaltar como Espinosa tem uma mão boa para construir cenas tensas e de suspense, já nos deixando aflitos no início da fita, antes mesmo de qualquer ameaça surgir. A sequência inicial, com a câmera deslizando pelos corredores da estação espacial e o personagem de Reynolds protagonizando uma atividade arriscada qualquer, é de se contorcer na cadeira.


Não vi nenhuma das obras anteriores do diretor – Protegendo o Inimigo ou Crimes Ocultos, por exemplo – mas vou me arriscar e dizer que esse é seu melhor filme. Até agora. Vida tem um elenco respeitável, representando personagens que nos cativam com poucos minutos em cena, e as sequências (aterrorizantes) são um deleite para os amantes do gênero sci-fi/suspense. O desfecho é quase previsível, mas é bem mais do que se podia esperar. Assim mesmo, Vida é a primeira grata surpresa do cinema em 2017.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...