Páginas

6 de outubro de 2013

Aposta Máxima



Aposta Máxima (Runner, Runner, 2013) é o primeiro filme em que Justin Timberlake atua como protagonista, porém, este não é o melhor trabalho do cantor no cinema do qual participa. Quer ver mesmo um filme realmente bom com o “presidente do pop”? Então assista Alpha Dog, A Rede Social ou Amizade Colorida. Todos são bem mais interessantes e infinitamente mais envolventes que este drama sobre jogos e trapaças.

Richie (Timberlake) é um apostador que perde tudo em um site de apostas. Ao descobrir que foi trapaceado, ele vai à Costa Rica conversar com o chefão, o dono da empresa Ivan Block, interpretado por Ben Affleck.  Não demora muito para Ivan contratar o garoto para trabalhar  com ele, mas a relação entre os dois vai ficando perigosa e Richie vai descobrindo que esse  mundo de luxo e dinheiro vem acompanhado também de muitas intrigas, falsidade e situações desconfortáveis que põem em risco a sua vida e a integridade de seu caráter.

"I bring the sexy back."

Aposta Máxima tem como diretor Brad Furman, de O Poder e a Lei, o cineasta acertou na criação das cenas de tensão, na ambientação da trama, mas infelizmente o roteiro raso e previsível e a falta de profundidade das personagens torna o longa em nada mais do que uma fita descartável.

Gemma pronta para seduzir Justin.

Felizmente nem tudo é ruim. Timberlake e Affleck estão muito bem em seus papéis. Ben, interpretando o seu primeiro vilão, mostra-se bem à vontade, embora eu atualmente prefira ele atuando como diretor. Já Gemma Arterton está linda, é só. Sua personagem é mal desenvolvida e o único objetivo de sua presença na produção é dá uns amassos no mocinho do filme. Talento desperdiçado.

Em se tratando de filmes sobre jogos e apostas ainda  prefiro o divertido Maverick, estrelado por Mel Gibson e Jodie Foster. Com apenas 90 minutos de duração o filme não cansa o espectador, mas esquece-se dele assim que as luzes do cinema se acendem.
                                                                                                                  

NOTA: 5,0

2 comentários:

  1. "I bring the sexy back." HAHAAHAHA!

    Pô, esperava mais desse filme...
    Mas um dia eu confiro, pelo menos tem a Gemma Arterton...

    ResponderExcluir
  2. Hahahahah. Pois é, é um filme pra ver em casa mesmo, não no cinema, pois o ingresso tá caro, o filme não pode ser ruim kkkkkk.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...