Páginas

2 de outubro de 2014

Garota Exemplar é um suspense desconfortável e irresistível




David Fincher tem uma filmografia invejável, seus trabalhos tecnicamente impecáveis e sempre com uma abordagem lúcida enquanto sentado na cadeira de diretor, o torna um dos cineastas mais cultuados da atualidade. Seu novo filme, Garota Exemplar (Gone Girl, 2014), não é uma exceção, é um suspense brilhante, desconfortável, irresistível, com Ben Affleck e Rosamund Pike em atuações dignas de reconhecimento.

Garota Exemplar é tipo de filme que aposta na dúvida do espectador todo o tempo - e duas horas e meia de duração não é pouca coisa - nunca temos convicção de nada até a próxima reviravolta, e aqui, há muitas delas, é uma mais explosiva que a anterior.

Assim começa o drama, belo dia Nick Dunne (Affleck) sai pela manhã de casa, meio “desligado”, vai ao bar conversar um pouco com a irmã Margo (Carrie Coon, de The Leftovers). É o dia em que ele e Amy completam cinco anos de uma feliz vida a dois. Nick então volta à sua casa e já não encontra Amy (Pike). Ela sumiu. E a partir daí, começam as dúvidas em respeito ao envolvimento, ou não, do marido Nick.


O roteiro não-linear funciona para nos mostrar de forma gradativa o desgaste da relação do casal ao longo dos anos, desde a noite em que eles se conheceram e se beijaram sobre uma “chuva de açúcar”, até o dia em que Amy desapareceu. Pronto, parei aqui. Quanto menos você souber sobre Garota Exemplar, melhor para você.

Ben Affleck está ótimo, ele não é um mau ator como dizem, apenas tem certos papéis com o qual ele se sai melhor que em outros, e Nick Dunne serve como uma luva para ele, o personagem é meio ingênuo, aéreo, com leves ataques de fúria ás vezes, atitudes que só aumentam as nossas dúvidas sobre se ele está fingindo ou não. Já Rosamund Pike - já tinha me encantado com sua beleza clara e semblante hipnotizante em Jack Reacher, com Tom Cruise - está perfeita no papel de Amy, uma mulher irritantemente “perfeita” e misteriosa.


David Fincher superou as expectativas mais uma vez, realizou uma obra de arte entre os filmes de mistério, intensa, imprevisível e inquietante até o último segundo. As muitas guinadas da história poderiam parecer forçadas e incoerentes nas mãos de qualquer um, mas Fincher sabe muito bem lidar com detalhes e construir personagens complexos.

Garota Exemplar é sem dúvida um dos melhores filmes do ano, um suspense intrigante, uma engenhosa história sobre o mundo das aparências e o papel significativo da mídia em construir vilões e heróis, cenários e “pessoas perfeitas”, para o deleite de uma audiência muito interessada em ver  um "conto de fadas"  para escapar da realidade em sua volta.

NOTA: 10,0


Confira também:



2 comentários:

  1. Filme legalzinho! Um dos mais fracos do diretor! Bruno Paes

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...