Páginas

22 de dezembro de 2016

Melhores séries de 2016

Westworld – Antes de sua estreia, já se esperava que esta série teria o "selo de qualidade HBO" com o qual estamos acostumados, e que tendo Jonathan Nolan como um dos roteiristas, Westworld prometia um enredo, no mínimo, audacioso e desafiador. Mesmo assim, a série superou as expectativas do público em todos os sentidos, desde o roteiro bem amarrado e minucioso, o afiado elenco, à magnífica trilha sonora reproduzida em uma pianola. Faltam palavras para adjetivar essa produção.


Stranger ThingsA série que faz uma ode à cultura oitentista também foi uma das grandes surpresas do ano. A história de mistério envolvendo quatro crianças agradou o público, surpreendeu e trouxe um sentimento de nostalgia a quem conviveu com as pedaladas dos quatro amigos de Conta Comigo e E.T. e se maravilhou com as “luzes que falam” de Contatos Imediatos de 3º Grau.


Game Of Thrones – Eis aqui uma série que caminha para a sétima temporada e nunca para de nos surpreender. A sexta temporada foi antológica, repleta de momentos inesquecíveis – “Hodor, hold the door” – e mais grandiosa que os anos anteriores. A Batalha dos Bastardos, por exemplo, tornou-se a sequência mais cara da história da TV, ademais, é uma sequência belíssima e perturbadora ao mesmo tempo.


Bates Motel – Depois de um terceiro ano irregular, a quarta temporada deu um novo fôlego à história de Norma (Vera Farmiga) e Norman Bates (Freddie Highmore). Mais tensa e sombria, a trama de Bates Motel avançou significativamente, com o foco na relação entre Norman e sua mãe, vimos a insanidade do garoto atingir um nível nunca mostrado antes, resultando em uma sequência espetacular que aproxima a série cada vez mais do contexto da obra original, Psicose.


Narcos – O fato de saber que Pablo Escobar morreria nesta segunda temporada não significou nada para quem adorou apreciar a trajetória de um dos homens mais controversos do século 20. Pablo Escobar (Wagner Moura) era um monstro, é verdade, mas tinha um lado tão humano que fazia a gente torcer por ele, no fim das contas. Superior à primeira temporada, o segundo ano de Narcos, eletrizante e impecável, abordou o início da queda do traficante e a ascensão de outros cartéis de Medellín.


Black Mirror Só pelo primeiro episódio, Nosedive, na qual Lacie (Bryce Dallas Howard) vive em uma sociedade onde as pessoas são julgadas pela sua popularidade no universo virtual, Black Mirror já garantiria um lugar nessa lista. Nosedive é assustador, pois podemos ver na trama alguma semelhança com a realidade dos dias atuais, e apenas essa série nos leva a refletir sobre a interferência da tecnologia em nossas vidas, mesmo que seja de um jeito pessimista, e sempre evidenciando da pior maneira as fraquezas do ser humano.



Outras ótimas séries também merecem destaque: The OA, The Good Place, Transparent, UnREAL, Demolidor, The Get Down, The Night Of, The Fall, Penny Dreadful

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...